Logo - King Kenzo
.Home .O autor
_.Ideias _.Parceiros
__.Roteiros __.Contato
___.Postgens

De volta a improvisação


2 novos capítulos e 2 arcos finalizados. Hora de botar a velha máquina de imaginar histórias para funcionar de novo.

Falo isso pois gosto de ir fazendo os arcos enquanto eles são feitos, não planejo tintin por tintin. Só que quando chego perto do final não tem jeito, o plano já foi formado, então só faço o que tenho que fazer.
Por isso gosto tanto de começar um arco, pois no começo eu crio problemas para resolver no final, eu estou livre para fazer a bagunça que me der na telha.

Claro que eu não vou para o palco sem nada, não dá para improvisar sem um tema. Eu uso o terreno que preparei no arco anterior, penso em um objetivo daquela nova fatia de história, tenho uma ideia de como o arco vai acabar, mas nunca a coisa toda.
Imagine isso como "manter a porta da surpresa aberta, até mesmo para o roteirista". Sem um plano eu vivo a história, vejo ao vivo as possibilidades, sinto o que o leitor vai sentir! ... e dou mais vezes com a cara no muro (aka empaco muito mais), mas vale a pena, já que se eu me surpreendo, imagina meus leitores.

Outra coisa que venho notando é que as coisas se encaixam mesmo sem um plano.
Isso é muito mágico e dou risada todas as vezes que percebo hehehehehehehe
Acredito que esse encaixe é sinal de que o mundo que eu criei, a história que estou montando fazem sentido.
Com um plano eu crio um sentido, improvisando eu sigo o sentido e no final tudo faz sentido... entenderam? :P

Então a dica do dia é "não tenha medo de improvisar". Agir sem um plano é perigoso e complicado, mas torna a jornada muito mais emocionante e é batuta para evoluir como roteirista.

Novos capítulos:

Kenzo 032: A reunião - Kenzo
Siga a série: Kenzo

Grand Kingdom Brawl 008: Ignorância
Siga a série: Grand Kingdom Brawl

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© King Kenzo - 2014. Todos os direitos reservados. Esse site não funciona direito no celular... foi mal :P Tecnologia do Blogger